This site uses cookies to provide a better experience. Continuing navigation accept the use of cookies by us OK
ambasciata_lisbona

Dioxina na mozzarella. Sequestradas e isoladas 83 empresas criadoras potencialmente em risco. Efectuados novos controlos para garantir a segurança alimentar da produção em toda a Campania. (Ministério da Gaúde - Gabinete de Imprensa)

Date:

03/26/2008



				Dioxina na mozzarella. Sequestradas e isoladas 83 empresas criadoras potencialmente em risco. Efectuados novos controlos para garantir a segurança alimentar da produção em toda a Campania. (Ministério da Gaúde - Gabinete de Imprensa)

Realizou-se hoje no Ministério da Saúde um encontro para verificar as medidas adoptadas na tutela dos consumidores na sequência dos casos de positividade na dioxina encontrados em algumas amostras de leite e de mozzarella de bufala criados em algumas zonas da Campania.No encontro estavam presentes os Representantes dos Ministérios dos Negócios Estrangeiros, das Políticas Agrícolas e Florestais, do Ambiente, do Comércio Externo, da Região da Campania, do ISS, dos Institutos zooprofilácticos de Portici e Teramo e dos Carabinieri do Nas e do Noe.Os casos de positividade foram detectados no âmbito dos programas permanentes de controlo da dioxina efectuados entre o mês de Outubro e o mês de Fevereiro últimos.Os controlos evidenciaram indíces de dioxina moderadamente superiores ao limite previsto pelas normativas europeias nas mozzarellas e no leite em 25 queijarias nas 130 controladas.
Imediatamente depois dos resultados encontrados foram contactadas todas as 83 empresas agrícolas fornecedoras das 25 queijarias. Estas empresas foram sequestradas a fim de impedir qualquer risco enquanto se aguardam os resultados das análises que mostrarão a efectiva origem do leite que resultou positivo no exame da dioxina.
Graças a estes sequestros imediatos impediu-se a distribuição de matérias primas em risco mantendo também sob controlo as queijarias envolvidas que se encontram aliás sob vigilância veterinária.
O conjunto das medidas adoptadas pretende garantir a segurança alimentar da produção em curso que continua de qualquer modo a ser submetida a controlos ulteriores e extraordinários.
Relativamente ao alarme criado pela imprensa nos últimos dias em alguns Países estrangeiros e pela própria Comissão UE, salienta-se que as Autoridades italianas estão a providenciar no sentido de informar as Embaixadas dos Países interessados e as Instituições europeias fornecendo garantias sobre a segurança sanitária dos produtos alimentares italianos e em particular da mozzarella de bufala da Campania que, como é sabido, é um produto DOP (denominação de origem protegida), que como tal deve responder a especificos processos disciplinares de produção aprovados pela UE.
Finalmente, sublinha-se também que este episódio demonstra a eficácia e a qualidade do sistema italiano de controlo sobre a segurança alimentar, graças ao qual foi possível isolar de imediato os alimentos não normalizados tendo sido dada uma comunicação pública e transparente.


171