Questo sito usa cookie per fornirti un'esperienza migliore. Proseguendo la navigazione accetti l'utilizzo dei cookie da parte nostra OK
ambasciata_lisbona

DISCORSO DELL’AMBASCIATORE GIUSEPPE MORABITO IN OCCASIONE DELLA FESTA NAZIONALE DEL 2 GIUGNO A LISBONA

Data:

09/06/2017


DISCORSO DELL’AMBASCIATORE GIUSEPPE MORABITO IN OCCASIONE DELLA FESTA NAZIONALE DEL 2 GIUGNO A LISBONA

 

Bem-vindas e bem-vindos à Festa da República Italiana que este ano também é dedicada ao made in Italy e à gastronomia italiana.
Em primeiro lugar quero agradecer à banda da Polícia de Segurança Pública por ter magnificamente executado os hinos nacionais, e este ano também o hino europeu, como gesto de confiança numa Europa que deve mudar mas que apesar de tudo é o nosso futuro realista.
Portugal e Itália são parceiros cada vez mais unidos. Somos ambos membros do grupo de Arraiolos, da COTEC (que este ano vai reunir-se em Lisboa, com a presença do Presidente Sergio Mattarella), da NATO e da União Europeia.
Sobre a União Europeia temos o mesmo sentido, assim como o temos sobre os seus problemas e a maneira de os enfrentar. Não foi por acaso que a visita do Presidente do Conselho dos Ministros Paolo Gentiloni, por ocasião da cimeira do MED 7, foi um grande êxito.
A Itália olha para Portugal pelo seu europeísmo, sempre pragmático, nunca retórico. Um europeísmo solidário e aberto; na convicção de que só através da integração europeia podemos enfrentar com êxito os desafios com que nos deparamos.
E ainda a Itália olha para as cidades, como por exemplo Lisboa, grande exemplo de renovação urbana, de inclusão social, de cosmopolitismo, de abertura cultural, de modernidade económica. Mas poderia também citar Porto, cuja administração (e quero salutar aqui o Presidente da Câmara Doutor Rui Moreira) compreendi muito bem que hoje a competição e’ entre territórios.
O Portugal que se define periférico é na realidade menos periférico, do ponto de vista cultural, económico e político, do que os portugueses acham. Mas a verdade é que muito deve ser ainda feito para melhorar o conhecimento mútuo entre Itália e Portugal. Nós estamos empenhados nisso. E estamos empenhados na procura de novas oportunidades económicas, também graças ao trabalho da Câmara de Comércio italiana de Portugal e dos nossos cônsules honorários (o Advogado Paolo Pozzan do Porto já estipulou um acordo entre a AEP/Associação empresarial de Portugal, e a Confindustria de Vicenza, Padova e Treviso); estamos empenhados em reforçar as relações culturais: sublinho aqui o empenho do Instituto Italiano de Cultura, hoje activo em todo o território português e da Associação Dante Alighieri do Porto. Em particular, com o Instituto Italiano de Cultura procuramos difundir a língua e a cultura italiana – e a língua portuguesa é leccionada em onze universidades italianas, o numero mais elevado no mundo - e estamos a trabalhar num projecto-piloto para introduzir a Língua Italiana no ensino curricular. Finalmente, inútil lembrar que as relações políticas são excelentes.
Ed ora due parole in italiano. Senza retorica, i portoghesi ci guardano con amicizia ed interesse. Dobbiamo valorizzare questo capitale di simpatia. L’Ambasciata è qui anche per questo, come lo sono le istituzioni italiane in Portogallo: la Camera di Commercio, l’Istituto di Cultura, i consoli onorari di Porto, dell’Algarve, di Madeira e delle Azzorre.
Dopo la prima giornata del design italiano nel mondo che si è svolta lo scorso marzo, quest’anno abbiamo due importanti appuntamenti: il web summit di novembre (contiamo di portare più start – up italiane) e la settimana della cucina italiana (quella dell’anno scorso ha avuto un grande successo e ringrazio qui tutti quelli che ci hanno aiutato).
Ho indicato settori, il web, il design, la gastronomia, che riguardano economia e cultura insieme e nei quali Italia e Portogallo hanno molto da dire e interessi in comune. Settori importanti per il futuro della nostra economia. Come è importante un settore di eccellenza dell’Italia di oggi: i medicinali. A tale riguardo l’Italia ha presentato la candidatura di Milano quale futura sede dell’Agenzia europea del farmaco: una candidatura seria, forte, qualificata.
Concludo sottolineando il nostro impegno volto a migliorare i servizi consolari. Risultati positivi li abbiamo ottenuti, ma non bastano: dobbiamo fare di più, anche se non è facile perché ora vi sono molti più italiani: alla fine del 2015, poco dopo il mio arrivo, gli iscritti all’AIRE erano 6241, ora sono (neanche un anno e mezzo dopo) 8.465 e questo grazie anche al fatto che abbiamo quasi azzerato i tempi di iscrizione (prima erano sei mesi). Molti di questi nuovi italiani sono studenti, ricercatori, imprenditori, che trovano nel Portogallo opportunità di studio e di lavoro e che con il loro impegno pongono le basi per un rafforzamento delle relazioni tra Italia e Portogallo. Tutti costoro devono poter trovare nell’Ambasciata, che vuole essere un’Ambasciata aperta, un punto di riferimento concreto.
Antes de concluir quero agradecer os meus colegas da Embaixada por ter permitido a realização deste evento. Quero também agradecer os nossos sponsors: GENERALI, KOSANGAS, SEDA IBERICA, FCA PORTUGAL, CHICCO ARTSANA, SMEG, GIGROUP, GAROFALO, SCOTTI, IVECO, FERRERO, MSC CRUZEIROS, CALZEDONIA, PIAGGIO, TECHNOGYM e STARDUST e os embaixadores da gastronomia italiana, ou seja todos os restaurantes aqui presentes, e os produtores e importadores de café, gelado, quejo, salame e presunto, chocolate.

SPONSOR DELLA FESTA DEL 2 GIUGNO (FARE CLIC PER VEDERE I LOGO)


406